A posição de Lótus


A Posição de Lótus (cujo nome indiano original é Padmasana ou Kamalasana) é talvez o maior símbolo da religiosidade oriental. A Yoga buscou inspiração na delicada flor de lótus.

Não é por acaso que o padmasana é considerado a posição clássica de meditação. O alinhamento da coluna e a estabilidade que ela oferece ajudam a mente a se concentrar, evitando as oscilações e os devaneios tão comuns ao pensamento, diz Sundari Shakti. “Por dar muita estabilidade física, a posição de lótus ajuda a desenvolver uma atitude de ponderação e leva o praticante a encontrar seu eixo e equilíbrio”, acrescenta.

Quem vê os praticantes sentados em lótus, com as pernas cruzadas e os pés sobre as coxas, não pode imaginar que esse simples gesto é capaz de criar um perfeito circuito energético dentro do organismo. “A postura forma uma espécie de câmara fechada de circulação de energia”, compara Kupfer. “Ela impede a dispersão do prana, que é aproveitado para beneficiar o corpo, as emoções e a mente.”

A Posição de Lótus (Padmasana) ajuda a reduzir o excesso de gordura no corpo, especialmente na região abdominal. Ela ajuda a melhorar o funcionamento dos sistemas digestivo e excretor.

A postura de yoga ajuda a curar dores nos joelhos, tornozelos e costas. A prática regular é benéfica para aqueles que sofrem de insônia e asma.

Ajuda a manter a concentração porque requer que a pessoa se sente ereta. Esta é uma postura sugerida para a prática de Controle da Respiração (Pranayama), Concentração (Dharana), Meditação (Dhyana) e Auto-realização (Samadhi).



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square